Insira seu email abaixo e receba conteúdos, ferramentas e dicas exclusivas sobre empreendedorismo e negócios!










O artigo de hoje é a 9ª parte da série especial Os 10 Comportamentos Empreendedores publicada no Realização Empreendedora. Nela, falo sobre posturas que criam fortes situações empreendedoras que caracterizam o ser empreendedor.

Já ouvi dizerem que a humanidade é dividida em dois grandes blocos: os empreendedores e os não-empreendedores, ou seja, os que idealizam e fazem e os que fazem o que foi idealizado. Eu iria mais adiante nessa divisão: empreendedores, os que superam e não-empreendedores, os que se conformam.

O ser empreendedor é alguém que esteja sempre diante de obstáculos e desafios. A diferença entre o verdadeiro empreendedor e os aventureiros de mercado é a capacidade de superação.

Talvez um dos melhores exemplos de superação, ainda que fictício, seja a personagem Chuck Noland de Náufrago, dirigido por Robert Zemeckis e mostrado belamente por Tom Hanks. A história é conhecida por todos, gostem ou não de cinema, e expõe situações extremas enfrentadas por Noland, superadas com muita resistência física e mental. Mas há outras, não contadas no cinema nem em livros, que passam dia a dia no dia a dia da mente empreendedora cuja base é superação.

Fazer melhor que ontem, mais rápido que antes, de forma mais barata que o concorrente e para mais gente no mercado é o clima que envolve um empreendedor que cultiva superação como meta permanente. Ele nunca está satisfeito e isso é ótimo combustível para qualquer negócio.

Via de regra, superar está associado à fase ruim, a pequenas ou grandes catástrofes, a circunstâncias que envolvem depressão e tristeza. Contudo, a mente empreendedora deve levar em conta que superar é ultrapassar a si mesma também.

Busque Sempre Seu Melhor
Superação - Os 10 Comportamentos empreendedores

Talvez o conceito de melhor seja tão individual que o que é melhor para “Zé” pode não ser para “Jão”. “Zé” pode achar que o melhor é permanecer como está, já que tudo está indo bem; já “Jão” tem certeza de que o melhor é sempre manter controle sobre o ontem para ter meios de fazer do hoje uma boa base para que o amanhã seja melhor.

Esse é o empreendedor. Para isso, é necessário observar os seguintes pilares da superação:

  • Bom senso de realidade
    Não há como você se superar em algo se não tiver boa noção da realidade que o cerca. Sonhar é postura excelente para manter expectativas, mas reconhecer a realidade é crucial para tomada de decisões no momento da superação
  • Perspicácia de observação
    É preciso identificar o passo ou os passos ideais para superar uma situação. Para isso, descobrir estratégias próprias de observação da realidade é tão importante quanto o próprio estado de superação
  • Exigência de Qualidade
    Toda vez que você exigir qualidade melhor – ainda que de si mesmo –, adequada à expectativa do mercado, está superando, ultrapassando seus próprios limites. Exigir qualidade é decidir que fará sempre mais e melhor, de forma a satisfazer ou superar o que os clientes desejam
  • Eficiência
    Talvez esse seja o tópico alto da superação. Ambos os conceitos caminham juntos ao longo da vida útil de um empreendimento. Você pode superar uma situação, mas é necessário que se supere com eficiência

Não Basta Superar, É Preciso Sentir que Superou
Superação - Os 10 Comportamentos empreendedores

Já vi muitos empreendedores se esforçarem para mostrar superação em determinado momento de seu empreendimento. Parecem tentar construir uma espécie de máscara com a qual tentam enganar a si mesmos.

Mas, diante do menor novo problema, tremem dos pés à cabeça por causa da insegurança, da incerteza, em virtude de lembranças de problemas passados.

Em verdade, a meu ver, isso não é superar; é, quando muito, teimar. Quando a superação não se refere a problemas, mas à busca por qualidade melhor do objetivo do empreendimento, parecem se enganar achando que está fazendo o melhor.

Superar com eficiência é sentir que a decisão tomada surtiu o efeito desejado, assimilar os danos como eventualidade momentânea que apenas serviram para embasar a intensidade da força com a qual você vai enfrentar novos percalços, é admitir que você é o dono único dos resultados que quer atingir.

Exercitando Seu Comportamento de Superação

A rotina do empreendedor é campo fértil para exercício do estado de superação. E isso se dá mesmo quando o período é de calmaria no empreendimento ou nos negócios. Aliás, esse é período perigoso para o empreendedor, pois pode iludi-lo quanto à eficácia de sua postura. Lembre-se do capítulo Busque Sempre Seu Melhor no tópico Bom Senso de Realidade.

Três estados de disposição comportamental podem definir o sentido de superação:

  • Falta de Disposição
    A falta de desejo por ultrapassar as próprias conquistas a cada dia pode levar o empreendedor a um tipo de comportamento não-empreendedor. E sem que este perceba, o que é penoso. Ela se dá quando pequenos problemas se acumulam e o ser empreendedor os encara como normais do cotidiano ou, quando não, imagina que são oscilações do mercado que logo logo se regularizam. O risco de não se esforçar para se superar o tempo todo é ficar paralisado e ser engolido pela concorrência.
    A falta de disposição para aplicar o estado de superação pode ocorrer por dois de muitos motivos:

    • Supervalorização do obstáculo: o empreendedor avalia que o problema é muito grande e que não tem condições de enfrentá-lo
    • Supervalorização de si mesmo: muitas empresas morrem quando seus donos acreditam que chegaram ao topo.
  • Excesso de Disposição
    É o que eu chamaria de Síndrome do Trabalho Hiperfeito. O empreendedor torna-se perfeccionista e exigente demais com funcionários e fornecedores, emperrando o dia a dia do negócio. Faz, refaz e recomeça um trabalho diversas vezes pelo excesso de preciosismo ou pela busca de fazer sempre muito mais com muito menos.
    .
  • Disposição Ideal
    A busca por superação deve ser ponderada com análises do mercado, como observado no capítulo Busque Sempre Seu Melhor no conceito de Perspicácia de Observação, pois os resultados de concorrentes podem servir de parâmetro para o estabelecimento das próprias metas

Superação Não É para Qualquer Um…
Superação - Os 10 Comportamentos empreendedores

…mas para aqueles que se preparam e têm autocrítica fundamentada o bastante para definir os próprios erros. E presença de espírito para não apenas corrigi-los, mas melhorar resultados com os acertos exigidos.

O bom empreendedor busca se capacitar. Assim, se não possui alguns dos comportamentos citados, aprende a desenvolvê-los e aprimorá-los com busca por conhecimento adequado ao empreendimento envolvido.

Bem, com o tema superação, preparamos terreno para entendermos mais profundamente o que é Persistência, que é o foco de nosso próximo texto.

Compartilhe este texto para que algum empreendedor tenha um impulso a mais de superação!