Insira seu email abaixo e receba conteúdos, ferramentas e dicas exclusivas sobre empreendedorismo e negócios!










Você que está querendo abrir um negócio, é normal procurar informações pela internet, assistir a vídeos, podcasts e ler alguns blogs como você está fazendo agora!

Porém, você acaba lendo algumas “verdades” que já não são tão verdades, conceitos um tanto antigos, opiniões pessoais de “mestres no assunto” que vão contra a lógica do que é criar e crescer um negócio.

Diante de tantos desencontros de informação e falsas promessas, separei aqui nove itens que todo empreendedor deveria saber antes de iniciar um negócio.

1. Você não precisa de muito dinheiro para abrir um negócio

Esqueça essas promessas que você consegue começar um negócio com zero reais. Até para vender balas no semáforo você precisa de um mínimo de investimento.

O quanto de investimento inicial você precisa irá variar conforme o produto ou serviço que esteja querendo oferecer. Geralmente, serviços são mais baratos que criar e distribuir produtos.

A dica é você ter, logo de cara, um produto ou serviço que as pessoas precisem, um que realmente solucione algum problema delas. Desta forma, elas comprarão mais facilmente e, será do seu mercado, que virá o dinheiro para desenvolver e gerenciar o seu negócio.

2. O plano de negócios não é a primeira coisa a se fazer

Já estamos no século 21. Portanto, fuja de apostilas, cursos, blogs, empresas e pessoas que ainda pregam que você ainda é obrigado a escrever um extenso e completo plano de negócios, antes de abrir uma empresa.

Isso não funciona mais. Há metodologias muito mais práticas, simples e ágeis para você testar se seu negócio vai ser lucrativo e começar apenas com o tempo, conhecimento e dinheiro que possui no momento.

3. Você consegue, sim, aprender a empreender

Há pessoas que ficam travadas só de pensar em iniciar um negócio, por se acharem incapazes de se tornarem um empreendedor e conseguirem gerenciar e crescer uma empresa.

Existem pessoas – leia-se: gurus – dizendo que empreendedores nascem prontos, que é preciso ter um certo DNA empreendedor para conseguir ter uma empresa de sucesso.

Empreender é como aprender uma nova língua: você começa formando palavras, depois frases, pegando confiança de escrever e textos e falar em público até que, em determinado momento, você pára de traduzir as palavras na cabeça e passa a falar com boa fluidez.

Você não precisa de muito para se tornar um Futuro Empreendedor! Fica muito mais fácil quando você tem alguém ao seu lado te ajudando a dar seus primeiros passos, pegando as noções do que deve ser feito, na sequência certa, com os recursos que você possui, minimizando os riscos, começando com segurança e, quando perceber, já se tornou um empreendedor pleno.

4. Nome, logotipo, site e CNPJ não são as primeiras coisas ao iniciar um negócio

Antes mesmo de ir atrás de toda a papelada de conseguir um CNPJ e abrir legalmente uma empresa, você precisa ter certeza que seu negócio irá funcionar na prática, parar de pé, para não acabar com uma empresa aberta iria morrer em menos de um mês!

formas muito simples de testar se este negócio préviamente, buscar seus primeiros clientes, ajustar o seu produto ou serviço que, neste momento, ainda deve ser um protótipo e não a versão final.

Caso ele se provar lucrativo, você pode, enfim, partir para os itens legais (CNPJ, permissões e registros), identidade visual e acessórios (logotipia, cartão de visita, site, página no Facebook), e ter uma empresa para chamar de sua!

5. Abrir uma empresa e mantê-la de pé é mais difícil do que ter um emprego

Enquanto no seu emprego há algumas pessoas acima de você que estão criando e gerenciando os processos internos, as estratégias de mercado e táticas para crescer, só haverá você e, talvez um sócio, quando você começar um negócio.

Para o empreendedor de primeira viagem, fazer tudo isso é complicado e leva um tempo para dominar todas funções necessárias, recrutar sua própria equipe e fazer a sua empresa rodar de forma plena.

Por isso, antes de pedir demissão para abrir uma empresa, mesmo que você não suporte mais seu chefe ou seu emprego, pense duas vezes!

Aguente mais um pouco, comece seu negócio devagar, em paralelo ao seu emprego e não desista desse sonho!

6. Tempo é mais do que dinheiro

Dinheiro é algo material, se você perder dói, claro, mas você consegue recuperar. Agora, o tempo…

Pare de ler cinco segundos e pense: onde você estava há um ano e onde você gostaria de estar hoje.

Não há dinheiro que compre todo esse tempo perdido, que você já poderia ter começado o seu próprio negócio, estar mudando de vida, conquistando sua independência financeira e mais qualidade de vida.

Se você já cansou de esperar por aquele futuro que nunca chega, é hora de fazer algo a respeito!

7. Não existem atalhos para se criar um bom negócio

Pare de ficar procurando fórmulas mágicas, algum método milagroso ou alguém que te diga: “fale exatamente essa frase e você conseguirá seus vários dígitos em uma semana”.

Existem, sim, métodos que minimizam os riscos e fazem você errar menos. Entretanto, os erros fazem parte da vida do empreendedor.

Saiba identificar o mentor, curso ou método que não te prometa o coelhinho da Páscoa no Natal, mas que te coloque no caminho certo, da forma mais prática, segura e correta possível.

8. Atitudes valem mais que inteligência ao iniciar um negócio

Isso pode parecer estranho, mas pessoas muito inteligentes tendem a pensar demais, replanejar excessivamente, tentar configurar uma “estratégia perfeita” e focar em “prever” coisas que aconteceriam caso apliquem as táticas X combinadas com as Y, em comparação às ações W se fossem feitas da forma Z.

Enquanto isso, do outro lado da cidade, pessoas desprovidas de toda essa “engenharia mental”, apenas fazem o que deve ser feito.

Buscam ser um Futuro Empreendedor, seguem o método à risca, arregaçam as mangas, colocam a mão na massa e fazem acontecer.

São estes empreendedores que, invariavelmente, serão mais realizados e alcançarão seus respectivos sucessos, antes que os “empreendedores super inteligentes” comecem a ver algum resultado.

9. Humildade é um fator mais importante do que você pensa ao iniciar um negócio

Enquanto algumas pessoas acham que já sabem de tudo e saem vai fazendo qualquer coisa e de qualquer jeito, a pessoa humilde o suficiente para reconhecer que precisa de uma orientação se cerca de um curso, de materiais e pessoas melhores do que ele para atingir seu objetivo.

São essas pessoas que, eventualmente, alcançam o sucesso de forma muito mais rápida e segura.

.

Você que está lendo este artigo e querendo se tornar um Futuro Empreendedor, a hora é agora para você começar a dar seus primeiros passos, seguindo uma metodologia prática, simples e rápida para você conseguir iniciar o seu próprio negócio com o tempo, dinheiro, recursos e conhecimentos que você já tem hoje.

Nada mais, sem milagres, atalhos ou conversa fiada!

Basta querer e seu Futuro Empreendedor começa agora!